Por que meus periquitos não reproduzem? Eis a questão!

49 comentários:
Uma das mais frequentes dúvidas que recebo aqui no Portal não poderia deixar de virar um post, afinal este é um dos assuntos que mais podem intrigar um criador iniciante.

Várias pessoas acham que é só colocar um periquito macho e um periquito fêmea em uma gaiola com ninho e já irão começar a se reproduzirem no dia seguinte ou em uma semana, mais na prática descobrem que não é bem assim, você deve achar que esteja exagerando neste momento quando escrevo isto, mais não.

Se você é umas dessas pessoas que pensam assim, não se esqueça, periquito é um animal e não uma máquina que se programa para fazer tal coisa quando quer, é preciso ter paciência, pois pode ser um processo demorado.

Mais e aí? Afinal de contas por que seus periquitos não se reproduzem nunca?


Se você já tem um casal há algum tempo, existem alguns fatores que você tem que levar em consideração quando seus periquitos não reproduzem, um deles é o fato dos periquitos serem muito novos para isso, neste caso eles poderão levar vários meses para começarem a criar, tenha paciência.

Outro fator é a incompatibilidade do casal, como já disse no post Formando casais algumas fêmeas podem não aceitar o macho, é raro, mais acontece as vezes, daí tudo se complica e não irão criar mesmo. Neste caso é necessário que troque um dos dois e tente novamente, lembrando que irá demorar mais um pouco, até que esse novo periquito se adapte ao novo lar e também até que formem um casal.

Macho com macho ou fêmea com fêmea não irão se reproduzir, sei que isso parece besteira e que todo mundo sabe disso, porém já vi casais de fêmeas e casais de machos, não estou brincando, podem enganar bem, isso geralmente ocorre pela falta de um periquito do sexo oposto. Já recebi várias dúvidas perguntando se era casal ou não pois a fêmea sempre chocava e não nascia nada, quando dizia que não a pessoa ficava inconformada com aquilo. Fêmeas podem botar normalmente sem macho. Veja aqui como identificar o sexo de seus periquitos.

A infertilidade ou problemas de fertilidade do macho ou da fêmea também é considerado um fator. Se você tem certeza que seus periquitos são um casal e eles sempre tentam se reproduzirem, mais não adianta pois não nasce nada pode ser que seja isso. Neste caso, troque um dos dois e coloque outro para formar casal. Se trocou o macho e mesmo assim não nasceu nada o problema é com a fêmea, já se trocou a fêmea e nada mesmo o problema é com o macho.

Este foram os principais fatores que podem fazer com que seus periquitos não tenham se reproduzido ainda, no começo pode ser difícil mesmo, é completamente normal, não desanime.

Dica: Já tentou de tudo e seus periquitos não reproduzem mesmo, a fêmea até fica dentro do ninho, mais apenas "choca perna" e nada de ovos? Experimente tirar o ninho por algumas semanas, troque a gaiola de local, isso geralmente ajuda.



Continue lendo

Vermifugação dos periquitos!

51 comentários:
Consulte a bula, para se informar do modo de usar.
O combate dos vermes dos periquitos é algo indispensável que todo bom criador deve fazer com certa regularidade.

Os vermes são altamente prejudicais a saúde dos pássaros cujos os mesmos podem ocasionar variados problemas, podendo leva-los ao óbito.

 Os periquitos acabam por contrair estes parasitas através das próprias fezes ou de outros animais que entrem em contato, um bom exemplo seriam os pardais.

Estão mais protegidos quando são criados em gaiolas pois fica difícil entrarem em contato diretamente com suas fezes, pelo simples fato da grade protetora ao fundo.

Já em viveiros um excelente modo de se evitar com que os periquitos entrem em contato com o chão seria colocando uma tela no fundo, óbvio se for possível.

Os vermífugos para periquitos são encontrados facilmente em petshops e agropecuárias, seu preço pode variar de R$8,00 à R$15,00. A vermifugação deve ser feita de 6 em 6 meses.




Continue lendo

Características para construção de um viveiro

16 comentários:
Os viveiros podem ser tanto móveis quanto fixos, baixos ou altos, de diversos diâmetros, isso vai da preferência e criatividade de cada um, porém existem alguns detalhes ou melhor características que são essenciais para a construção de um viveiro fixo, essas por sua vez serão citadas abaixo, então mãos a obra.


Local: Esta não poderia deixar de ser a principal característica, afinal é essencial. A localização de um viveiro tem de ser estratégica, pois os periquitos devem ficar protegidos dos fortes ventos. Também é necessário que bata sol no mesmo pela manhã.


Chão: É recomendado que o chão do viveiro seja de concreto, facilitando assim sua limpeza. Não se esqueça de que deve haver um ralo para o escoamento da água.


Parede: Dê preferência ao convencional tijolo de barro, estes podem ser rebocados para que o local fique mais bem protegido, ou ao invés dele, também pode-se utilizar o bloco de concreto.


Madeira: Esta deve ser forte o suficiente para aguentar os diversos climas, agora se for construir de aço, desconsidere a informação.


Tela: A malha da tela deve ser a menor possível e também resistente para evitar que os periquitos fujam ou que outros animais consigam entrar.


Cobertura: O viveiro deve ser coberto com telhas de cerâmica, evitando outros tipos pelo grande aquecimento que as mesmas podem provocar.


Interior: No interior de um viveiro podem existir quantos poleiros quiser, isso vai da preferência, mais deve-se ficar atento a duas coisas, com o local onde está a comida e água que não podem ficar em baixo dos poleiros e também com objetos pontiagudos, pois estes podem ferir os periquitos.
Continue lendo

Quando levar o periquito ao veterinário?

137 comentários:
Os periquitos australianos, assim como outras espécies de aves tendem a esconder ao máximo uma enfermidade, por isso é sempre bom observarmos, pois mesmo escondendo é simples identificar quando um periquito está mal e que é hora de leva-lo a um veterinário.

A fêmea acima não está doente, apenas querendo dormir.
Por natureza, periquitos são bem ativos, brincalhões e cantam(gritam) o dia todo(mais os machos), é de se estranhar quando um periquito fica quieto, isolado e todo "encorujado", pois os mesmos interagem muito uns com os outros, essa pode ser uma possível causa que algo está de errado com ele. "Não confundir isso com sono".

Veja se ele está se alimentando bem, se não fica o dia todo no fundo da gaiola dormindo. Pegue-o na mão cuidadosamente se notar que está estranho, apalpe a região peitoral, veja se não está magro. Olhe a região do ânus, veja se não há fezes grudadas, as vezes isso acontece, mais por muito tempo e em grande quantidade é de se desconfiar. Repare também na consistência e coloração das fezes e veja se não está fora do normal. Se presenciar alguns vômitos, desconfie.

Acidentes também podem levar periquitos ao óbito, por isso é sempre bom ficar alerta. Não se esqueça o segredo é a observação, caso notar algo errado leve-o o mais rápido possível a um veterinário.




Continue lendo

Aparando as penas das asas da maneira correta

49 comentários:
Muitos tem a constante dúvida de como aparar as penas das asas de seus periquitos australianos para que possam deixa-los fora da gaiola. Alguns por falta dessa orientação acabam mutilando sua ave ou deixando-a sem possibilidade de voar o mínimo que seja, cortando as penas da asa ao máximo achando que está fazendo o correto. Pois bem, vamos direto ao assunto: "Como aparar as penas das asas de meus periquitos de forma correta?" Vasculhando pela internet encontrei a imagem abaixo que ilustra perfeitamente como devem ser aparadas as penas das asas. Veja.

Imagem: Novo Guia dos Periquitos

Lembrando que por mais manso que seja o periquito, as penas de suas asas tem de ser aparadas, para que não ocorra nenhum acidente. O processo deve ser feito com as duas asas, o periquito conseguirá dar pequenos voos, mais não altos. Tome o máximo de cuidado se for realizar tal procedimento. Caso não se sinta apto(a) ou a vontade para aparar as asas de seu periquito leve-o a um veterinário.
Continue lendo